Acessibilidade na Igreja do Bonfim

No início do ano eu estive em Salvador-BA e recebi a notícia de que a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim agora tinha uma rampa de acesso. A Igreja é uma das mais bonitas de Salvador e também uma das mais visitadas.

E agora todos podem visitá-la com toda independência de acesso.

Aqui mais uma vez aparece meu tema preferido: patrimônio e acessibilidade. Mais uma prova de que os dois combinam muito bem. E na verdade o primeiro não pode viver sem o segundo. Pois é muito claro que o patrimônio é de todos e todos têm o direito de usufruir.

A rampa foi construída na lateral da igreja, assim não houve alteração na fachada principal. Em uma edificação nova isso seria preconceituoso e inaceitável. Em uma edificação existente, a NBR 9050/2004 permite que nos casos em que não haja possibilidade de adaptar a entrada principal, o acesso pode ser feito por outra entrada. Claro que se pensarmos com calma vemos que essa nunca é a melhor opção. Imagine você indo a um lugar com seus amigos e você entra por uma entrada alternativa enquanto todos vão pelo acesso principal?

Mas quando falamos em bens tombados as exceções são muitas. Mas nunca podem exceder os direitos humanos, certo?

O fato é que na Igreja do Bonfim a questão foi solucionada com uma rampa muito bem feita. O acesso permite entrar na igreja pela lateral e também permite a pessoa acessar a frente da Igreja, que permite uma visão muito bonita da igreja e do entorno.

Isso é acessibilidade na prática!

Obrigada ao Eduardo e a Tati pelo passeio no Bonfim (além  do almoço e da Ribeira!) e pelas fotos (porque, eu, desprevenida saí sem minha câmera).

Aí vão algumas fotos para vocês apreciarem!

Rampa na lateral da Igreja

outra foto da rampa na lateral da Igreja

Rampa de acesso à frente da igreja

  6 comments

  1. luciene   •  

    eu ja foi nessa igreja e linda

  2. Marcia Braga   •  

    Gostaria de saber qual a empresa que fez a obra de rampa de acesso pra cadeirantes na igreja do bomfim, ficou prática e melhor

  3. Ana Paula Fernandes   •  

    Maravilhosa a integração entre o Patrimônio e a acessibilidade! Quando visitei esta Igreja, achei belíssima, porém inacessível devido às imensas e famosas escadarias frontais. Esta proposta de rampa foi bem vinda por todos aqueles que apreciam o nosso Patrimônio Arquitetônico.

  4. Elisa Prado   •     Author

    Oi Marcia!
    Não tenho essa informação.
    Mas quem sabe alguém passa por aqui e nos deixa essa informação?

  5. Elisa Prado   •     Author

    Pois é.
    É tudo uma questão de dar oportunidades iguais.
    Se você teve a oportunidade de se emocionar com ela, outras pessoas também o querem… querem poder fazer isso com respeito e dignidade!
    Abraços!

  6. MARCELA   •  

    GOSTEI MUITO DESSA IGREJA E DEMAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*